Home > Notícia Leitura
Julho de 2020

16/07/2020
Estância Velha está há 16 dias sem novos casos de dengue
O município de Estância Velha completa 16 dias sem registro de novos casos de dengue. Apenas um suspeito aguarda resultado. Conforme dados do boletim epidemiológico da Vigilância em Saúde (Visa) da Secretaria Municipal da Saúde, desde 30 de março até 24 de junho foram 42 casos da doença: 39 autóctones e três importados. Outro motivo para comemorar é que os 42 pacientes estão curados. No total foram 82 exames realizados.

As agentes de saúde e de endemias continuam realizando o trabalho de prevenção. As servidoras orientam a comunidade e fazem ações mecânicas para eliminar criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor de dengue, zika, chikungunya e febre amarela.

Ciclo do mosquito

O Aedes aegypti passa por quatro estágios entre cinco a sete dias. Primeiro é um ovo, depois vira uma larva, após fica maior e aí se transforma em um mosquito. A fêmea vive no máximo 45 dias e pode gerar até 1,5 mil mosquitos. Já o ovo, pode durar até 450 dias.

Cuidados

Para combater a proliferação do mosquito, basta ter algumas medidas de prevenção dentro de casa: tapar tonéis e caixas, escovar baldes e potes de cachorros, pelo menos uma vez por semana, deixar garrafas viradas com a boca para baixo, preencher pratos de vasos de plantas com areia, manter as calhas limpas, fazer furos nos pneus velhos, entre outros.

Sintomas

Ao sentir febre alta, dor de cabeça, dor nos olhos, manchas vermelhas no corpo e dor nos ossos e articulações, procure a unidade de saúde mais próxima da sua casa. A dengue não tem cura. Os pacientes devem usar repelentes e não tomar medicamentos como Ácido Acetilsalicílico, conhecido como AAS, pois pode afinar o sangue e agravar a situação, gerando a dengue hemorrágica.

Brasão de Estância Velha