Home > Notícia Leitura
Junho de 2020

10/06/2020
Os desafios dos pais com as crianças em casa
O jogo virou e agora os pais ficam pensando: como se organizar com os filhos dentro de casa? Com as aulas presenciais suspensas em todo o Brasil em virtude da pandemia do coronavírus (Covid-19), neste momento é importante encontrar maneiras diferentes de entreter os filhos, não só com aparelhos eletrônicos.

Atenção pais, avós, tias, e outros familiares que estejam cuidando das crianças, é hora de desenvolver a criatividade dos pequenos e estreitar os laços familiares. De acordo com a psicóloga Emanuele Klein, integrante do Núcleo de Atendimento Especializado (NAE) da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (Semec) de Estância Velha, esta é uma época desafiadora para quem está cuidando dos pequenos. Em virtude da paralisação abrupta das atividades rotineiras, as famílias estão tendo que adaptar-se a uma outra realidade: conviver por mais horas do dia com as crianças. Segundo Emanuele, é uma fase em que as famílias estão tendo que olhar para dentro de si e enxergar seus filhos enquanto indivíduos que possuem emoções e estão em processo de elaboração desta situação atípica.

A psicóloga afirma que a preocupação inicial deve ser de explicar dentro dos limites da capacidade da criança o que significa a circunstância presente e o motivo da mudança dos hábitos, seja de isolamento ou cuidados de higiene. ?É necessário contar para a criança o que é coronavírus, o porque precisa ficar mais em casa e não pode ver seus amigos e familiares e frequentar a escola. Assim diminui a ansiedade da criança e faz com que ela consiga vivenciar este momento de uma maneira mais tranquila?, relata.

Emanuele diz que após explicada a questão do isolamento, é preciso esclarecer que a garotada continuará mantendo o vínculo com a escola por meio destas atividades fornecidas pelo professor, bem como é pertinente proporcionar momento de interação mesmo que virtual com os colegas e professores. ?Mas lembre-se, é fundamental manter a realização das atividades escolares, porque fazem com que a criança continue se desenvolvendo na parte motora, física, emocional e cognitiva, visto que a manutenção dos exercícios fazem com que a criança continue tendo a sensação de estar imersa do contexto educacional?, destaca.

Além das atividades escolares, os pais podem construir juntos com os filhos brincadeiras que trabalhem a parte motora, cognitiva, raciocínio lógico e emocional, dentro dos limites da criança. Emanuele informa que as brincadeiras devem contemplar este período lúdico e de diversão, pois além de ser um momento prazeroso, também serve como aprendizado, desenvolvimento da criança e fortalecimento dos vínculos familiares. ?Este é um período de novos desafios, mas que tem um potencial muito grande para criar possibilidades de se reinventar, pois se configura em um momento inusitado e nunca vivenciado antes. Esta pandemia pode nos trazer novas formas de entender as relações familiares?, finaliza.

Brasão de Estância Velha