Home > Notícia Leitura
Outubro de 2018

01/10/2018
Educação nutricional em pauta na Igreja Católica
A manhã desta segunda-feira, dia 1º, foi de muita aprendizagem para o Grupo de Educação Nutricional da Igreja Católica. Na capela nos fundos da igreja, no Centro, em uma roda de conversa foram abordadas questões referentes à diferença entre educação nutricional, dieta, e conceitos básicos de alimentação saudável. O momento, coordenado pela nutricionista Alice Mesquita Zimmermann, também foi usado para tirar dúvidas, e esclarecimento quando ao agendamento de consultas.

O bate-papo foi dividido em três dinâmicas. Na primeira, os participantes tiveram que escrever numa folha colada na parede, uma palavra que pudesse definir o que é educação nutricional. Já a segunda, foi uma discussão sobre quais são os alimentos saudáveis, e a última foi uma surpresa aos participantes.

A nutricionista começou opinando que autonomia é a palavra chave que determina educação nutricional. ?Nós somos donos de si e podemos escolher e consumir os alimentos que queremos. Por meio do conhecimento que adquirimos aqui, temos a chance de optar com sabedoria por uma alimentação saudável?, explicou.

Alice disse ainda que só exercemos autonomia nas crianças, pois eles são pequenos e não tem podem escolher o que querem comer, como por exemplo, trocar um prato de comida por chocolate. ?O que podemos fazer com as crianças é ensinar desde cedo o que é certo e errado comer. O ideal é perguntar a eles: O que vamos escolher de salada hoje? ou Qual fruta você prefere? Assim daremos o poder de escolha, mas não de trocar alimento saudável por porcaria?, esclareceu.

Uma das dúvidas tiradas foi se pode ou não comer chocolate. De acordo com a nutricionista, pode sim, mas tem que saber a hora certa e a quantidade. ?Nada impede de comer chocolate na hora da sobremesa, mas não deve ser todos os dias?, acrescentou.

Brasão de Estância Velha